Novo blog

Apresentação

blog-49006_640

cropped-14192671_219764601760273_3052805953543981888_nOlá, leitor, sou mestranda do PEQui-UFRJ (Programa de Pós-graduação em Ensino de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro) e montei esse blog, página e grupo do Facebook com a finalidade de fomentar o debate sobre o ensino de química para cegos e também em divulgar a idéia central do conteúdo da pesquisa da minha dissertação.
Esses três canais formam o meu produto final que será a forma de discutir com a comunidade de professores de química a temática que envolve o meu projeto que vem a ser “a análise das áudio-descrições das imagens estáticas em livros didáticos”, tomando como exemplo um livro muito divulgado e aceito pelos professores: o “Química” da professora Martha Reis. Esse material é distribuído nacionalmente na Rede Pública, no atual PNLD (2014-2017).
Nesses espaços proporei algumas leituras, discussões e exercícios que conto com a resposta de todos que se sentirem a vontade de retornar com suas participações.
Então vamos começar essa conversa? Desde já agradeço a todos pela participação.

Curta a página do Facebook do projeto

como-enviar-mensagem-privada-no-facebook.png

Professor do Ensino Médio, entre no grupo de discussão no Facebook

gruposfb.png

Professor, você conhece a audiodescrição?

Introdução (narrada):

"Você sabe o que é audiodescrição?"

Imagem de destaque da postagem: Ícones das redes sociais do twitter e facebook “Quimicacessivel” e logomarca “AD” com a chamada para a postagem: “Você sabe o que é audiodescrição”, em constraste dentro de um cículo cheio em preto semi-transparente. Abaixo, a palavra “AUDIODESCRIÇÃO”, em fontes pretas e fundo brando, maiúsculas, e entre 3 parênteses, onde 2 deles são azuis e o dos centros pretos.

Por favor, clique na alternativa que mais se identifica e comente se identificando (se é professor, qual sua localidade, seu nome, e se é em escola pública ou particular).

Após a questão respondida, leia o artigo proposto aqui:

Simone Uler Lavorato1 (PG), Isabella Gudes Martinez2 (PG), Gerson de Souza Mól3 (PQ)*

Universidade de Brasília – Programa de pós-graduação educação em ciências – PPGEduC – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Brasília – CEP 70910-900

Palavras-Chave: Áudio-descrição, ensino de química, inclusão educacional.

O conhecimento liberta! É nesse sentido que diferentes movimentos sociais lutam para terem seus direitos garantidos. No caso das pessoas com deficiência essas conquistas ainda são pequenas e há muito que avançar, principalmente quando se fala de inclusão escolar. Para a inclusão de alunos com deficiência visual existem vários recursos e métodos que favorecem sua inclusão, entre os quais está o braille, primeiro grande avanço, o uso de recursos táteis e a áudio-descrição. No cenário contemporâneo a áudio-descrição se apresenta como estratégia pedagógica efetiva no processo de aprendizagem propiciando a inclusão e resgatando o direito à cidadania. Esse trabalho tem como mote o ensino de Química, considerando a complexidade dessa disciplina e os benefícios pedagógicos que a áudiodescrição pode agregar nesse processo em harmonia com o desenho universal. Sendo assim, a áudiodescrição como estratégia pedagógica de inclusão no ensino de Química constitui um recurso valioso, pois além de pessoas com deficiência visual é extremamente relevante para pessoas com diferentes dificuldades de aprendizagem e alguns transtornos neurológicos.

Áudio-descrição como estratégia pedagógica de inclusão no ensino de Química